Latest Entries »

eses e o blog do xande

oi leitores obrigado por ler o meu blog e para melhorar faça seu comentario ou peça mais coisas obrigado pela atençao.


Get your own Chat Box! Go Large!

Habbo Snobe o melhor

O hotel é com hamachi então primeiro baixe o hamachi clicando aqui, depois de ter baixado o hamachi e instalado vai em rede e, clica em entrar em rede existente então coloque o nome da rede habbosnobe1, habbosnobe2, habbosnobe3, habbosnobe4, habbosnobe5 e habbosnobe6 a senha de todas as redes é: 123
escolha só uma delas de preferencia, depois disso clique

entrem e so clicar

A GRIPE é uma doença infecciosa aguda de origem viral, extremamente contagiosa e que todo mundo, pelo menos uma vez, já teve. O vírus da gripe mais comum possui o nome de Influenza, termo que designa academicamente a doença. O vírus Influenza atinge anualmente cerca de 600 milhões de pessoas no mundo, alcançando todas as comunidades e acometendo com freqüência, a mesma pessoa duas ou três vezes por ano. Nas crianças menores estes números podem até duplicar. Isto porque o vírus da gripe sofre mutações com grande facilidade, e as defesas que o organismo cria no início do primeiro ataque podem não ser eficazes contra os ataques posteriores.

Pode-se dizer que a gripe é uma doença benigna, embora não se deva esquecer dos casos que apresentam complicações. Destas, a mais freqüente é a pneumonia, conseqüência a que são propensas tanto as pessoas de idade avançada como os lactentes. A taxa de mortalidade em decorrência da gripe varia entre 2% e 5% da população, segundo a virulência da epidemia. Uma epidemia de gripe geralmente alcança sua intensidade máxima em dois ou três meses e depois regride paulatinamente. Com epidemias relatadas desde 1510, a expansão epidemiológica da gripe a todo o planeta é uma característica de nosso século.

A primeira grande epidemia que se generalizou (pandemia) com repercussões mundiais de que se tem conhecimento se deu em 1918 e foi chamada de Gripe Espanhola, que provocou muitas internações, pânico e levou à morte mais de 21 milhões de pessoas (LINK P/ NOTÍCIAS DA ÉPOCA). Outras pandemias seguiram-se em 1957 e em 1968. Recentemente tivemos a Gripe Asiática e a Gripe Européia. Tais pandemias ocorreram após uma mudança genética drástica no vírus da influenza do tipo A levando à emergência de um novo tipo vírus. Essas mudanças que ocorrem nas características do vírus da influenza, em geral são imprevisíveis com os meios atualmente disponíveis.

Hoje se sabe que as grandes epidemias de gripe que afetaram a humanidade nas últimas centenas de anos provieram da China. Isso se deve à predileção dos chineses pela carne de aves, o pato em particular. E as mais graves epidemias de gripe estão associadas a cepas de vírus que ultrapassaram a barreira da espécie. Isto significa dizer que passaram para o homem vindas, por vezes, do porco, mas mais freqüentemente das aves. E é aí que aparece a China, apenas por ser a região do mundo onde esses animais são criados em condições de maior promiscuidade e de falta de higiene. Condições que se repetem para jusante da criação, ou seja, nos processos de abate, manuseamento, transporte e conservação até ao consumo. E acabam por facilitar os esforços do vírus para passar a barreira da espécie.

A gripe por Influenza se caracteriza por uma afecção catarral das vias respiratórias superiores. Sua transmissão se dá através das pequenas gotículas de saliva que se projetam ao tossir ou espirrar, o que fazem com freqüência as pessoas gripadas. Se alguém estiver no mesmo ambiente de alguém gripado pode se contaminar pelos vírus suspensos no ar. Um espirro é capaz de soltar centenas de milhares de vírus de uma só vez.

Os vírus invadem as células do aparelho respiratório, multiplicam-se e determinam as alterações responsáveis pelo quadro clínico gripal. Os primeiros sintomas costumam se manifestar 24 horas após o contato infectante. Aproximadamente 24 horas após o contato infectante, surgem sintomas como cefaléia, febre, calafrios, fraqueza, dor muscular, tosse, espirros, secreção nasal. O paciente percebe logo a necessidade de recolher-se ao leito. Com muita freqüência, dias de trabalho e atividades escolares são perdidos em função destes infortúnios. Fato este que se torna ainda mais relevante em países como é o caso do Brasil.

No Hemisfério Norte o vírus da influenza causa doença principalmente no período do inverno, correspondendo aos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, quando a maior permanência das pessoas em lugares fechados favorece a rápida disseminação viral. No Hemisfério Sul, os meses de maior circulação do vírus corresponde aos meses de junho a agosto, principalmente naquelas regiões que possuem o inverno mais frio. As cepas que circulam nos dois hemisférios não são exatamente as mesmas, o que implica em vacinas específicas contendo, para cada hemisfério, as cepas mais prevalentes.

As infecções respiratórias agudas, desde as mais leves até as mais graves, podem ter como causa mais de 300 tipos diferentes de vírus. O vírus da influenza é apenas um destes e causa uma doença, em geral auto-limitada e contagiosa, que se propaga com bastante rapidez. A doença pode apresentar complicações em idosos, pessoas com doenças crônicas do coração, pulmões, rins, indivíduos com diabetes, anemias severas e imunodeprimidos.

A patogênese da infecção envolve transmissão respiratória do vírus, replicação no epitélio pulmonar com subseqüente destruição de células, não se demonstra viremia e permanece nas secreções respiratórias por 5 a 10 dias.

Apendicite é coisa séria
Muita gente acha que o problema não apresenta gravidade. Porém, ele corresponde à principal causa de cirurgia abdominal de urgência e pode resultar em complicações sérias

O tempo corre contra o paciente que sofre com a inflamação do apêndice. A cirurgia para a retirada do órgão, a apendicectomia, deve ser feita assim que o problema é detectado. Afinal, conforme voam as horas, a infecção aumenta e cresce o perigo – o processo todo é muito rápido. Para se ter idéia, desde o início da dor até o apêndice perfurar podem se passar cerca de seis horas e as chances de haver complicações são de 35%. “Depois de 32 horas, os riscos sobem para 60%”, avisa a médica Elisabete Almeida, especialista em prevenção e editora médica de Harvard, nos Estados Unidos. “Por isso, é muito importante procurar um hospital quando se tem uma dor abdominal forte”, alerta. E nada de automedicação. “Tem gente que confunde os sintomas e toma remédio para infecção urinária: isso mascara a doença e a situação começa a entrar em uma rota perigosa”, adverte o cirurgião Fernando Cabral de Menezes, de São Paulo.

A ‘apendicite de segunda-feira’ costuma ser a mais grave. “A pessoa começa a ter sintomas na sexta-feira. No sábado, acha que comeu alguma coisa que não fez bem e vai agüentando o incômodo. Só procura o médico na segunda. Mas aí já perdeu dois dias e o quadro é pior”, diz Fernando Cabral. “Ninguém morre de apendicite aguda, mas de suas complicações”, completa o especialista.

UM ACESSÓRIO?
O apêndice é um órgão linfático localizado no ceco, a divisão entre o intestino delgado e o grosso, como um ‘rabinho’ – ou acessório – que sai do ceco. Por seu formato, pode ser chamado de apêndice vermiforme, mas, na medicina, seu nome é apêndice íleo cecal. Varia de tamanho, de 3 cm a 20 cm de comprimento, e localiza-se no abdômen inferior, do lado direito. Os sintomas iniciais da apendicite, portanto, são mais comuns nessa região do corpo. Mas a dor forte no lado esquerdo da barriga, acompanhada de febre, não exclui o diagnóstico. Ao contrário, pode indicar complicações da doença.

COMO TUDO COMEÇA

O apêndice tem um tecido chamado linfóide, produtor de uma série de glóbulos brancos, chamados linfócitos, que o organismo usa em seu sistema de defesa. “É tão pequena essa produção, que se o órgão for retirado, não faz diferença”, diz Sérgio Leandro Maciel Pomini, cardiologista especializado em atendimentos de urgência, de São Paulo. Na infância e na adolescência, essa produção de linfócitos é grande – e o tecido linfóide pode crescer, fazendo o apêndice aumentar de tamanho, obstruindo os vasos sangüíneos que irrigam o órgão, entupindo-o e dando início ao processo inflamatório. O órgão também pode entupir se acontecer de ele girar sobre si mesmo, cortando o fluxo sangüíneo e a limpeza do muco intestinal. É o que popularmente se conhece como ‘nó nas tripas’.

MUITO CURIOSO…

 A apendicite foi descrita pela primeira vez em 1755. Antes disso, morria-se da doença que era chamada de nó nas tripas.
 Quem vai fazer expedições, astronautas e pilotos de avião, podem optar por retirar o apêndice para não ter problemas durante a viagem. A Nasa impõe essa condição aos seus astronautas.
 Não há provas de que a alimentação possa causar apendicite. E caroços – de tomate, de goiaba, ou sementes, como gergelim, não entopem o apêndice.
 No século passado ficou famoso o caso do astro do cinema mudo norte-americano, Rodolfo Valentino, símbolo sexual dos anos 1920. Ele demorou a operar o apêndice e morreu de peritonite, aos 31 anos.

O passo-a-passo da complicação

1° A apendicite também pode ser um processo agudo obstrutivo. Os pedacinhos de fezes – os fecalitos – impedem a limpeza fisiológica do muco que reveste as paredes do intestino, do apêndice inclusive. O fecalito e o muco entopem o apêndice, com diminuição da circulação sangüínea e favorecendo a proliferação excessiva de bactérias. Isso provoca a inflamação que faz o apêndice aumentar de tamanho.

2º Todos os nervos da região do abdômen começam a mandar mensagens para o resto do corpo, avisando que há problemas naquela área. Por conta disso, o intestino diminui o peristaltismo – o movimento constante que começa no esôfago e prossegue até o ceco. Aí sobrevêm perda de apetite e até náusea, porque a ‘idéia’ do organismo é que a pessoa pare de comer para não sobrecarregar o sistema digestivo. Nessa hora, o paciente pode ter vômitos e diarréia, em alguns casos, com posterior parada de eliminação de fezes e gases.

3º O abdômen fica distendido – os médicos dizem que a barriga fica com som de tambor. Toda a região costuma doer, mas com o passar das horas o incômodo se concentra mais no baixo abdômen à direita.

4º Aquela grande quantidade de bactérias começa a produzir pus – é por isso que se diz que o apêndice supurou. A essa altura, o processo tornou-se infeccioso.

DIAGNÓSTICO COMPLEXO

“Comecei a sentir uma leve dor nas costas e uma queimação no estômago. Tomei antiácido, não passou. Vomitei, continuei a passar mal. Tive febre, mas cedeu em algumas horas. De madrugada consegui dormir. Acordei de manhã e me espreguicei. Parecia que algo tinha se partido na minha barriga. A dor latejou, ficando cada vez mais forte. Tive diarréia, e a dor piorando. Fui para o hospital, mal conseguia andar, encurvada: não era capaz de endireitar o corpo. Fiz exames de sangue, urina e ultra-som. Quando os resultados ficaram prontos, foi diagnosticada infecção intestinal. Prescreveram antibiótico e voltei para casa com um aviso: se a dor voltasse, localizada na região do apêndice, era para correr para o hospital. Era uma quinta-feira. Continuei mal, não conseguia comer nem reter o antibiótico no estômago. Ainda bem, porque o remédio teria complicado a situação ainda mais. Três dias depois, acordei com uma pontada forte, no lado direito do abdômen. Voltei ao hospital, novos exames, e a suspeita de apendicite aguda. Na verdade, meu apêndice já havia supurado e estourado – não aparecia no ultra-som porque era retro-cecal, isto é, ficava escondido atrás do ceco. Isso dificultou o diagnóstico e deixou a infecção se alastrar na cavidade abdominal. Finalmente fui operada – segundo o médico, uma hora a mais e o risco de morte seria grande. O corte demorou a cicatrizar, por conta do processo infeccioso. Ainda bem que só existe um apêndice: nunca mais quero sentir uma dor igual.”
RITA A., 22 ANOS, GERENTE DE MARKETING

UM PERIGO AINDA MAIOR
De repente, a dor que começou aguda, insuportável, desapareceu. E a febre cedeu. Na verdade, a dor passou porque, por conta da infecção, teve início um processo de necrose nos tecidos – e onde o tecido necrosou, isto é, morreu, não há mais sensibilidade, nem dor ou febre. Necrosado, o órgão pode se romper dentro da cavidade abdominal e liberar diversas substâncias nocivas para toda a região. Isso forma o que se chama de abdômen agudo perfurativo. Quando a infecção se espalha pela cavidade intestinal (o peritônio), sobrevém a contaminação: é a peritonite. “Nesse caso, abre-se o abdômen do paciente para se limpar a infecção. O tratamento torna-se prolongado, com antibióticos de largo espectro de ação”, diz Sérgio Leandro Maciel Pomini.

Alvin and the Chipmunks: The Squeakquel (no Brasil e em Portugal, “Alvin e os Esquilos 2”) é a sequência de Alvin e os Esquilos. Este filme é produzido pela Regency Enterprises e Bagdasarian Productions, distribuído pela 20th Century Fox. Em 28 de julho de 2008, foi confirmado que Jason Lee irá retornar como Dave Seville e que Justin Long, Matthew Gray Gubler e Jesse McCartney vai regressar como as vozes de Alvin, Simon e Theodore. O filme está sendo filmado no Woodrow Wilson Clássica High School em Long Beach, Califórnia. As vozes das esquilletes serão feitas por Christina Applegate, Anna Faris e Amy Poehler. A estreia nos EUA aconteceu no dia 23 de dezembro de 2009 e no Brasil as pré-estréias aconteceram no 25 de dezembro de 2009 e a estreia acontece 8 de janeiro de 2010.

Índice
1 Sinopse
2 Elenco
2.1 Vozes
2.2 Pessoas
3 Trilha Sonora
4 Pico Musical

[editar] Sinopse
Na seqüência, Dave se acidenta e faz Alvin, Simon e Theodore ,que estão sob a tutela de Toby irem para a escola, dizendo que é “bom para eles.” Pouco ele sabia que, agora, eles começaram a se sentir como “Esquilos Fora de Água”, pois não são tratados como “Estrelas do Rock” ,e sim como outros alunos qualquer . Entretanto, Ian que mora no porão da Jett Records está a procura de animais que podem cantar e dançar. Ele encontra as Esquilettes e as engana ,fazendo-as pensar que ele é um homem bom ,enquanto isso ,na escola ,a diretora convence os esquilos a representar a escola numa competição ,mas Ian soube disso e inscreveu as esquilas ,para que elas tirem os esquilos de moda ,e representem a escola no lugar dos garotos.Alvin, Simon e Theodore se apaixonam pelas esquiletes. Brittany havia sido enganada pelo Ian e pensava que os Esquilos eram egoístas e ela fica com raiva do Alvin.A escola faz uma votação entre Esquilos e Esquiletes, quem ganha são as Esquiletes, e elas iriam ao show, mas Ian havia feito um contrato para um show na hora da apresentação delas, obriga elas a ir e as tranca em uma gaiola.Brittany liga para o celular do Alvin e fala que elas estão em apúros, que o Ian era mesmo mal, Alvin pega uma moto elétrica, e vai para o encontro das esquiletes, elas conseguem fugir da gaiola, fogem do carro e pulam na moto do Alvin.Ian os persegue e pega um helicóptero rde radio-controle, eles conseguem tomar o controle de Ian e fogem.Eles chegam de helicóptero no show, vencem o show e o dinheiro vai para a escola deles.

Elenco
Vozes
Justin Long na voz de Alvin
Matthew Gray na voz de Simon
Jesse McCartney na voz de Theodore
Christina Applegate na voz de Brittany
Anna Faris na voz de Jannete
Amy Poehler na voz de Heleonor
[editar] Pessoas
Zachary Levi como Tobi Seville
Jason Lee como Dave Seville
Wendie Malick como Diretora Rub
Anjelah Johnson como Julie Ortega
Bridgit Mendler como Becca Kingston
Chris Warren Jr. como Xander
David Cross como Ian Hawke
[editar] Trilha Sonora
1.You Really Got Me – Os Esquilos (feat. Honor Society)
2.Hot N Cold – As Esquilletes
3.So What – Os Esquilos
4.You Spin Me Round (Like A Record) – Os Esquilos
5.Single Ladies (Put A Ring On It) – As Esquilletes
6.Bring It On – Os Esquilos
7.Stayin’ Alive – Os Esquilos
8.Song – As Esquilletes (feat. Queensberry)
9.Say Ok – As Esquilletes
10.Shake Your Groove Thing – Os Esquilos e As Esquiletes
11.Put Your Records – As Esquiletes
12.I Want To Know What Love Is – Os Esquilos
13.We Are Family – Os Esquilos e As Esquiletes
14.No One – As Esquiletes(feat. Charice)
15.I Gotta Feeling – Os Esquilos e As Esquilletes
[editar] Pico Musical
Na billboard, a trilha sonora pegou pico de 6 lugar na Billboard 200.

aperte ctrl+shift+c e então digite testingCheatsEnabled true escreva do jeito que esta aqui e então presione enter ira sair da caixa de texto e então segure shift e clique na caixa de correio da casa no jogo ira apareçer varias coisa como definir carreira deixar todos felizes e muitas outras coisas.Se não funcionar deixe um comenatrio e eu te responderei o mais rapido possivel

MATERIAL:
1- Gelo
2- Palito de fósforo
3- Sal

COMO FAZER:
1. Coloque o palito sobre o gelo.
2. Jogue sal em cima.

O QUE ACONTECE:
O gelo gruda no palito.

POR QUE ACONTECE?
Por causa do sal, parte do gelo derrete deixando uma porção d’água em volta do palito. Como essa água continua em contato com o gelo, ela congela de novo cobrindo o palito com uma leve camada e, assim, prende o palito.

Fassa assim:aperte ctrl+shift+c e digite na caixa de texto testingCheatsEnabled true então segure shift e clique na caixa de correio onde vc recebe as contas no jogo e ira aperecer varias coisas como definir carreira ,deixar todos felizes e variasoutras coisas,vale apena testar

O Guia Dos Curiosos

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.